Saúde

App Conecte SUS: saiba como gerenciar suas vacinas contra a Covid-19

Karen de Souza Venancio
Escrito por Karen de Souza Venancio em 18 de março de 2021
App Conecte SUS: saiba como gerenciar suas vacinas contra a Covid-19

O Conecte SUS, aplicativo oficial do Ministério da Saúde, que gerencia todo o histórico da pessoa do Sistema Único de Saúde (SUS), pode ser usado para acessar a Carteira Nacional Digital de Vacinação e acompanhar a imunização da Covid-19 no Brasil.

Pelo app, será possível visualizar a data de aplicação, o lote de fabricação e o tipo de vacina recebida. Com isso, a pessoa e os profissionais de saúde terão controle do dia exato da dose tomada e quando deverá ser aplicada a próxima. Além disso, por meio desta ferramenta, será possível evitar receber doses de laboratórios diferentes.

De acordo com o Ministério da Saúde, o formato digital permite que os brasileiros consultem todas as vacinas aplicadas nas redes pública e privada — não só a da covid-19 — deixando para trás as antigas carteirinhas de vacinação de papel, que podem sofrer rasuras ou até serem perdidas com o tempo.

Além da Carteira Nacional Digital de Vacinação, o aplicativo também mostra informações sobre o histórico de medicamentos, consultas, internações e exames realizados, incluindo os testes de coronavírus. Além disso, ele permite consultar o cartão do SUS e marcar consultas.

Foto: Tony Winston/Ministério da Saúde

Como fazer o cadastro no Conecte SUS?

O cadastro no Conecte SUS é simples e pode ser feito em poucos minutos com número do CPF ou da Carteira Nacional de Saúde. Disponível em Android e iOS, basta entrar na loja de aplicativos do celular ou tablet e fazer o download de forma gratuita. O registro também pode ser feito em qualquer computador com acesso à internet através do site. Por esse portal, o usuário também consegue acessar a ferramenta.  Até o momento, mais de 8,5 milhões de downloads já foram realizados.

Por fim, vale lembrar que não é obrigatório ter conta no Conecte SUS para ser vacinado contra a covid-19. Caso você não tenha o app, é só levar um documento de identificação com número do CPF na hora em que for convocado para tomar a dose, de acordo com os grupos prioritários. No local, também poderá ser feito o cadastro na base de dados do Ministério da Saúde, caso seja necessário.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”