Saúde

Covid se torna responsável por mortes naturais no Brasil

Nariene da Silva Xavier
Escrito por Nariene da Silva Xavier em 6 de março de 2021
Covid se torna responsável por mortes naturais no Brasil

O aumento no número de casos e mortes em 2021 levou o covid a um novo patamar. Ele passou a ser o responsável por uma em cada quatro mortes por causas naturais no Brasil. Isso em Fevereiro, quarto mês seguido de alta desse percentual.

As causas naturais são aqueles óbitos ocorridos por problemas de saúde de uma pessoa e excluem as chamadas causas externas, ou seja, acidentes, homicídios e suicídios. Antes da covid-19, doenças cardiovasculares eram as campeãs em óbitos no país.

Ao analisarmos os dados que constam no Portal da Transparência da Arpen (Associação de Registradores de Pessoas Naturais) do Brasil, onde reúne informações dos cartórios de registro civil, classificadas pela causa-morte contida nas declarações de óbito ocorridos no país, percebe-se que o índice registrado em fevereiro é o maior até aqui na pandemia. Nessa lista, a covid-19 respondendo por 24,9% das mortes por causas naturais no país. A segunda maior média foi registrada um mês antes, em janeiro, quando esse índice foi de 24,4%.

Esses números reforçam que nós estamos vivendo o pior momento da pandemia”, diz a sanitarista Bernadete Perez, vice-presidente da Abrasco (Associação Brasileira de Saúde Coletiva), ao site UOL.

O portal da Arpen Brasil usa uma medição diferente dos dados do consórcio de imprensa e do Ministério da Saúde, trazendo a contabilidade de mortes por dia do óbito.

A contabilidade é feita com base nas confirmações de óbito por coronavírus das secretarias estaduais de saúde no período de 24 horas. Essa conta inclui, ainda, as mortes ocorridas em dias anteriores ao do registro, muitas vezes confirmadas laboratorialmente mais de um mês após o falecimento.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”