Saúde

Dieta mediterrânea é eleita a melhor para 2021, saiba mais

Karen de Souza Venancio
Escrito por Karen de Souza Venancio em 24 de fevereiro de 2021
Dieta mediterrânea é eleita a melhor para 2021, saiba mais

Pelo quarto ano consecutivo, a dieta mediterrânea foi escolhida como o melhor plano alimentar para ser seguido. Isto, de acordo com o ranking anual divulgado em janeiro pela revista “U.S. News & World Report”. 

Em segundo lugar ficaram as dietas DASH, caracterizada por adotar um hábito alimentar que visa reduzir a pressão arterial, e a dieta flexitariana (ou semi vegetariana), que segue o vegetarianismo na maior parte do tempo, mas também é flexível em relação ao consumo de carne.

Estas e outras dietas que fazem parte do ranking têm em comum o incentivo à redução ou eliminação de alimentos processados, mantendo o foco em refeições com muitas frutas, vegetais, feijões, lentilhas, grãos integrais, nozes e sementes.

Já as dietas Dukin e cetogênica, fundamentadas na ingestão de alimentos ricos em proteínas ou gorduras com um mínimo de carboidratos, ficaram em último e penúltimo lugar na lista de melhores dietas. Isto, por serem extremamente restritivas, difíceis de seguir e por eliminarem grupos de alimentos inteiros, o que não é recomendado pelas diretrizes alimentares.

Para indicar a melhor dieta, os especialistas levaram em consideração fatores como facilidade em seguir o método, capacidade de induzir a perda de peso e benefícios para a saúde. “Eles avaliaram cada dieta de acordo com uma série de critérios: se é fácil de seguir, qual a probabilidade de levar à perda de peso no longo prazo, se é saudável e segura, e a eficácia na prevenção ou controle de doenças crônicas como diabetes e doenças cardiovasculares”, explicou Angela Gaupt, editora-chefe de saúde da U.S News & World Report em entrevista à CNN.

Sobre a dieta mediterrânea

O programa alimentar desta dieta é composto por refeições com frutas, vegetais, grãos integrais, feijão, sementes, nozes e azeite extra-virgem. Não é comum pratos com carne vermelha, no entanto, a proteína animal não é proibida.  Em vez dela, as refeições podem incluir ovos, laticínios, aves e peixes.

Ademais, além do ranking geral, a dieta mediterrânea também ficou em primeiro lugar entre os regimes baseados em plantas (plant based), pois são melhores  para a saúde do coração e para evitar diabetes e doenças crônicas.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”