Saúde

DPOC: medicamento com tripla ação chega ao Brasil

Nariene da Silva Xavier
Escrito por Nariene da Silva Xavier em 28 de agosto de 2020
DPOC: medicamento com tripla ação chega ao Brasil

Um novo medicamento para DPOC – Doença pulmonar obstrutiva crônica – feito pela farmacêutica Chiesi trouxe para o Brasil um em dispositivo único inalatório. O mesmo, é de fácil administração do remédio e potencializando seus efeitos por meio da inovação de partículas extrafinas que atingem as áreas periféricas do pulmão.

Na progressão da doença são usados broncodilatadores por via inalatória, as famosas “bombinhas” e, em casos mais avançados, um corticoide associado. “Muitos pacientes, em sua maioria idosos, enfrentam dificuldades em aderir ao tratamento, pois recebem a prescrição de dois ou três diferentes dispositivos inalatórios (bombinhas), resultando em uso de forma incorreta dos dispositivos, o que reduz a eficácia do tratamento”,  afirma Dr. José Eduardo Delfini Cançado, professor de Pneumologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ao site Veja.

Com o novo medicamento lançado pelo laboratório Chiesi, mostra que é um grande avanço para a medicina respiratória, pois, além de simplificar o tratamento e contribuir para a adesão do paciente, também apresenta inovação por conter partículas extrafinas, que atingem as áreas mais periféricas do pulmão, proporcionando maior efeito com menor dose de cada medicamento e reduzindo assim, os efeitos colaterais”, ressalta o médico. 

O que causa a DPCO

A DPOC consiste em uma doença respiratória crônica caracterizada pela obstrução dos brônquios, associada a uma inflamação das vias aéreas, causada por inalação de partículas e gases nocivos. A mesma, é uma doença progressiva e irreversível que gera a diminuição da capacidade pulmonar e tira a qualidade de vida do paciente. No início a doença costuma ser silenciosa, com pequenos episódios de dispneia (falta de ar) ao realizar tarefas simples e tosse acompanhada de pigarro.

Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) | Medicina Respiratória

Apesar de estar muito associada ao tabagismo, a doença também pode ter outras causas. Tais como a exposição à fumaça de lenha, produtos tóxicos, poeira e poluição, além de histórico familiar. “Em geral, existe um sub-diagnóstico, porque o fumante atribui os sintomas de tosse, catarro, pigarro e cansaço ao hábito de fumar e não a uma doença desencadeada pelo cigarro”, explica Dr. Cançado, ao site Veja.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”