Saúde

Possível segunda onda da Covid-19 é preocupante no RJ

Karen de Souza Venancio
Escrito por Karen de Souza Venancio em 22 de outubro de 2020
Possível segunda onda da Covid-19 é preocupante no RJ

Em entrevista à CNN, o infectologista Julio Croda, pesquisador da Fiocruz, afirmou que o Rio de Janeiro é o estado mais preocupante em relação à uma possível segunda onda da pandemia por Covid-19.

Croda conta que desde o início da pandemia, o governo do estado obteve pouco apoio da população, principalmente ao afastar os cariocas das praias em dias quentes.  “O caso do Rio é especialmente preocupante porque não acho que eles estão se preparando adequadamente para a segunda onda, assim como a população também não tem uma adesão adequada [às medidas preventivas]”, apontou o pesquisador.

Na avaliação do infectologista, a falta de isolamento social e os problemas estruturais na rede pública de saúde podem colocar o estado em alerta em caso de aumento expressivo de novas infecções por Covid-19. “O Rio de Janeiro viveu crises na saúde muito intensas, com desvios importantes de recursos e isso fez com o que estado tivesse a maior letalidade entre todos do país. O Rio sofreu tanto quanto o Amazonas, Pará e Ceará”, ressaltou o infectologista.

Ademais, vale ressaltar que no final de setembro, a Fiocruz fez um alerta em relação a alta na taxa de ocupação das UTIs destinadas a pacientes com covid-19. O percentual de leitos de terapia intensiva ocupados na rede SUS – estadual, municipal e federal – da capital estava em 79% no dia 30 de setembro.

Nesse sentido, para reverter esse cenário, Julio Croda reforça a importância  da colaboração de toda a população e do poder público no monitoramento das medidas de segurança contra a Covid-19.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”