Saúde

Refrigerante ou suco industrializado: qual é o pior?

Nariene da Silva Xavier
Escrito por Nariene da Silva Xavier em 18 de setembro de 2020
Refrigerante ou suco industrializado: qual é o pior?

Quando o assunto é refrigerante ou suco industrializado, para muitos, a escolha é difícil. Na atualidade, mais de 90% dos médicos explicam que o açúcar é o maior vilão contra a saúde, mais até do que a gordura. Trata-se de produtos que são muito ricos em açúcar, além de outros ingredientes que causam, a longo prazo, doenças como diabetes e obesidade.

O ideal seria abandonar definitivamente as bebidas industrializadas, tais como sucos e refrigerantes da alimentação cotidiana. Aderir ao suco natural, feito em casa, e sem açúcar.

Muitos nutricionistas explicam que embora seja difícil abandonar definitivamente as bebidas industrializadas, sobretudo os refrigerantes, a redução e seu consumo é imprescindível.

Uma pequena lata de Coca-Cola, por exemplo, pode conter elevadas quantidades de açúcar e gerar sérios problemas saúde no futuro. De acordo com dados recentes, emitidos pela OMS (Organização Mundial de Saúde), uma simples latinha de refrigerante pode conter açúcar para o dia todo. Isso, dentro do recomendável, em torno de 25 g ao dia, ou as seis colheres de chá. Fora o que já consumimos de alimentos doces ao longo do dia, portanto, nesse caso, há excesso.

Análises efetuadas sobre as composições de ambos, suco industrializado e refrigerante, se chega à conclusão de que o suco, mesmo industrializado, é menos prejudicial, porém, ambos são muito açucarados. A maior parte das frutas já possui sua quantidade natural de açúcar, ou seja, a chamada frutose ou levulose, que é também conhecida como o açúcar das frutas.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”