Casas noturnas deverão auxiliar mulheres em situação de risco

As casas noturnas, bares, restaurantes e boates, agora deverão por força de lei, auxiliar clientes mulheres que estejam em situação de risco. O projeto é de autoria da deputada estadual Enfermeira Rejane (PCdoB), além disso foi sancionado pelo governador Wilson Witzel na última quinta-feira (18) e publicado em diário oficial.

De acordo com a nova lei vigente, os estabelecimentos terão de oferecer auxílio a clientes mulheres, que se sintam em situação de perigo iminente.

Cartazes informativos serão instalados em casas noturnas e outros estabelecimentos

Os bares, restaurantes, casas noturnas e boates, agora terão de afixar cartazes nos banheiros femininos, ou em outros locais de fácil visualização, informando dessa forma, que, se a mulher estiver se sentindo insegura, intimidada, ou ameaçada, ela pode procurar algum funcionário da equipe do estabelecimento. As equipes desses estabelecimentos vão passar por treinamentos visando a capacitação para atendimento a clientes mulheres nesses casos.

As clientes mulheres de bares e restaurantes aprovaram a nova lei. Para a farmacêutica Paula Dotto, a lei de proteção é importante, pois em alguns lugares as mulheres sofrem assédio. “Muito interessante esse projeto para nos proteger ainda mais”. destacou ela.

No ano de 2017, de acordo com dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), foram registradas 39 mil ocorrências de lesão corporal dolosa contra mulheres em todo o estado do Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta