Saúde

Anvisa aprova primeira terapia gênica no país

Nariene da Silva Xavier
Escrito por Nariene da Silva Xavier em 20 de agosto de 2020
Anvisa aprova primeira terapia gênica no país

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou no último dia 6, pela primeira vez, o registro de uma terapia gênica no país. O tratamento é o primeiro do tipo a ser autorizado na América Latina. Alem de ser o pioneiro em atacar a origem de doenças genéticas.

O medicamento é voltado para pessoas com distrofia hereditária da retina. O mesmo, está em pesquisa para aplicação em pacientes com outras condições relacionadas aos genes, como explica Juliana Sallum, oftalmologista e geneticista que trabalhou no desenvolvimento da terapia, para o site Terra.

“É uma forma de tratar que coloca o material genético dentro da célula para fazer uma função que aquela célula não estava fazendo”, explica Juliana.

Segundo a oftalmologista, não foi detectado risco sistêmico. As alterações causadas pelo gene inserido não são incorporadas ao DNA. Também não são transmitidas para a geração seguinte. E, o tratamento é aplicado de maneira cirúrgica, via injeção na região abaixo da retina, e os riscos são os de procedimentos do tipo.

O que é terapia gênica

A terapia gênica é o tratamento baseado na introdução de genes sadios com uso de técnicas de DNA recombinante. O primeiro teste clínico bem-sucedido dessa técnica foi divulgado em 1990.

No caso de enfermidades genéticas, nas quais um gene está defeituoso ou ausente, a terapia gênica consiste em transferir a versão funcional do gene para o organismo portador da doença, de modo a reparar o defeito.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”