Apple recruta mais um cardiologista para projetos de saúde

A Apple recrutou mais um cardiologista para trabalhar em projetos de saúde. A empresa tem alcançado resultados expressivos na área da saúde e bem-estar, graças ao Apple Watch e a divisão Apple Health. Além dos avanços no monitoramento cardíaco do gadget, que possui a chancela de profissionais da área. A nova companhia visa expandir as funcionalidades e detecção de problemas de saúde com um nível de precisão nunca antes visto na tecnologia.

De acordo com a CNBC, é isso o que aconteceu recentemente. A emissora descobriu, que o Dr. David Tsay, professor de cardiologia no Columbia University Medical Center, juntou-se à equipe da Maçã em setembro, em uma função não revelada na Apple Health. Tsay cursou eletrofisiologia cardíaca na própria instituição onde lecionava, então é bem possível que ele leve essa expertise para a empresa.

Embora não se saiba exatamente quantas pessoas integram o time, há uma projeção de mais de 50 profissionais da área de saúde tocando o Apple Health.

Apple recruta mais um cardiologista para suas pesquisas

Para ampliar a varredura e precisão de seu software e hardware, a Apple vem pesquisando e construindo um banco de dados de uma grande variedade de condições médicas.

O projeto Apple Heart Study, por exemplo, reuniu dados de frequência cardíaca de quase 420 mil participantes em um estudo conjunto com a Stanford Medicine e a Food and Drug Administration (FDA), que regulamenta a venda de alimentos e remédios nos Estados Unidos. Segundo o American Heart Journal, isso faz desse levantamento um dos maiores do gênero na história da medicina.

As mesmas informações foram usadas para obter autorização regulamentar para o novo hardware e aplicativo de eletrocardiograma da Apple, que estreou com o Apple Watch Series 4.

O app Saúde usa aprendizado de máquina para determinar as métricas mais importantes para você e as exibe em destaque automaticamente. Permite que você selecione Favoritos.

Deixe uma resposta