Tecnologia

Consumo de streaming de música cresce na pandemia

Karen de Souza Venancio
Escrito por Karen de Souza Venancio em 14 de outubro de 2020
Consumo de streaming de música cresce na pandemia

Um levantamento feito pela Counterpoint Research, divulgado em julho, mostrou que o número de assinaturas de streaming de música e podcast apresentaram um crescimento de 35%. De acordo com o estudo, os novos hábitos provocados pela pandemia por Covid-19  influenciaram no protagonismo desse serviço durante este período. 

Nesse cenário, a pesquisa mostrou que as plataformas de streaming obtiveram bons resultados no primeiro trimestre deste ano. Serviços como Spotify, Apple Music, Amazon Music, entre outros, alcançaram um total de 394 milhões de assinaturas.

Em relação aos rendimentos, traduzindo em dados, o Spotify é o serviço que acumulou a maior fatia do mercado (30%), seguido pelo Apple Music com 25% durante o mesmo período. Já o Amazon Music chega na terceira colocação com 12% e crescimento de 104% no número de assinaturas entre 2019 e 2020. Por fim, em quarto lugar está o YouTube Music (9%) e em quinto o Pandora (5%). Os demais serviços acumularam um total de 19% de receita durante os três primeiros meses de 2020.

Parte dos fatores que contribuíram com os números está relacionado às medidas de isolamento social e à quarentena para combater a propagação do novo coronavírus. Isto se explica pela impossibilidade de outras formas de entretenimento e pelas pessoas permaneceram mais em casa durante esse momento. Outro fator que também impulsionou o crescimento de assinaturas foi a oferta de períodos de teste gratuitos e descontos por tempo limitado.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”