Tecnologia

Entrega do Mercado Livre passa a ser desvinculada dos Correios

Suellen Christine Sales da Silva
Escrito por Suellen Christine Sales da Silva em 17 de agosto de 2020
Entrega do Mercado Livre passa a ser desvinculada dos Correios

Recentemente, a entrega do Mercado Livre mudou de padrão. Segundo os vendedores, que não têm vínculo trabalhista nem garantias, o Mercado Livre impôs que as entregas sejam feitas a partir de um ponto específico escolhido pela empresa argentina. Assim sendo, os Correios não podem fazer as entregas.

O Mercado Livre é uma empresa argentina de tecnologia que oferece soluções de comércio eletrônico para que pessoas e empresas possam comprar, vender e enviar produtos por meio da internet. Atualmente, a empresa é a mais valiosa da América Latina, ultrapassando Vale, Petrobras e Itaú Unibanco.

Entretanto, a relação com os vendedores e os usuários da empresa não está boa. A entrega do Mercado Livre sendo independente dos Correios traz complicações aos vendedores. “O Mercado Livre está nos obrigando a levar os produtos em um ponto de despacho indicado por eles. Essa situação vai de encontro com a facilidade que os vendedores tinham com a retirada dos produtos pelos Correios”, explica Derli Domingos, vendedor da empresa.

Além disso, os vendedores reclamam que, sem os Correios, eles não têm como garantir que as encomendas serão entregues no prazo com garantia, eficiência e competência. “Ao levar [as encomendas] nestes pontos escolhidos pelo Mercado Livre, nós vendedores ficamos sem saber se a entrega será realizada sem nenhum dano as mercadorias, já que serão feitas por empresas terceirizadas, como exemplo a Jad Log“. conta Célio Silva, vendedor do Mercado Livre.

Os vendedores também acrescentam que “a facilidade e a credibilidades dos Correios, traz segurança de saber que os produtos irão seguir de uma forma inviolável“. E, sem a empresa, os preços consequentemente aumentarão. “Perdemos nosso poder de escolha por preços mais em conta“, conta Célio.

Entrega do Mercado Livre incomoda usuários

Não são só os vendedores que reclamam da mudança. “Com o Correios, eu sabia que as encomendas iriam chegar no dia estabelecido. E eu também confio na empresa. Agora, toda vez que eu comprar na plataforma, vou ter que ficar atento devido a mudança na entrega“, declara Carlos Silva, usuário do Mercado Livre.

Por outro lado, os Correios causaram problemas na entrega de alguns compradores. O jornalista, Lucas Mendonça, relata que os Correios não entregavam onde ele mora por ser considerado “área de risco”. “Eu compro no Mercado Livre com entrega pelos Correios e eles alegam que minha região é área de risco. Sendo que quando me pedem para digitar o meu CEP no momento da compra, é autorizado. Aí eles colocam a minha compra pra unidade dos Correios distante, sendo que eu paguei o frete pra entregar na minha casa“, explica Lucas.

Ademais, o presidente da ABRAPOST (Associação Nacional Brasileira de Franquias Postais), Chamoun H. Joukeh, disse que os levantamentos sobre o caso estão sendo avaliados.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”