Idosos estão mais conectados que os jovens, diz pesquisa

Idosos estão mais conectados que os jovens, diz pesquisa realizada nos Estados Unidos pela empresa global de informação, dados e medição, Nielsen Media Research.

O estudo foi realizado com a população estadunidense e é referente aos três primeiros meses do ano de 2019.

Costuma-se acreditar que crianças e jovens são os que vivem mais conectados aos aparelhos eletrônicos, mas não é bem assim.

A vovó e o vovô que antes passavam horas apenas em frente a Televisão, hoje fazem questão de fazer amizades, assistir vídeos, postar fotos e até de paquerar.

O mundo tecnológico ajuda na comunicação e aproxima os idosos de seus amigos e familiares. Até quem é analfabeto tem a oportunidade de se comunicar virtualmente através de áudios e ligações.

Idosos estão mais conectados: entenda o estudo

A população dos EUA costuma passar cerca de 11 horas e 30 minutos conectados. O estudo leva em consideração todas as telas, incluindo a TV.

Mesmo que a televisão ainda seja a tela mais utilizada, o uso tem caído em aproximadamente, 17 minutos por dia. Já o consumo dos smartphones tem aumentado para 39 minutos por dia.

Segundo a divisão de idades feita pela Nielsen, as pessoas acima de 50 anos passam três horas por dia mais conectadas às mídias, em comparação com as crianças e os jovens.

A pesquisa tem como base o uso da televisão, do rádio, do tablet, celular, e do computador. Os idosos tendem a gastar cerca de 13 horas do dia em frente a uma tela, ao mesmo tempo que os jovens gastam aproximadamente 9 horas e 15 minutos.

No Brasil não há um estudo recente que aborda esse tema, mas sabemos que os brasileiros são bastante conectados. Uma pesquisa publicada no ano passado pela Hoot Suite e We Are Social destacou o Brasil como o terceiro país que ficava mais tempo conectado.

Deixe uma resposta