Tecnologia

Projeto de lei pede que WhatsApp ofereça canais de suporte a vítimas de golpes

Karen de Souza Venancio
Escrito por Karen de Souza Venancio em 3 de março de 2021
Projeto de lei pede que WhatsApp ofereça canais de suporte a vítimas de golpes

Presente em 99% dos celulares no Brasil, o WhatsApp tem sido alvo de estelionatários para aplicar golpes em usuários do aplicativo. De acordo com o site O Dia, diante do aumento dos crimes virtuais, o deputado estadual Renato Zaca (PRTB) apresentou, na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), um projeto de lei que obriga as empresas responsáveis pelos Apps de troca de mensagens a terem canais de suporte às vítimas. 

Segundo a proposta (nº3644/21) em tramitação na Alerj, todos os aplicativos de mensagens de texto, áudio, chamadas telefônicas e de vídeo pela internet deverão manter lojas físicas e um canal eletrônico de Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) em cidades com mais de 50 mil habitantes. 

De acordo com um levantamento da PSafe, empresa de segurança digital, mais de 5 milhões de brasileiros foram vítimas de crimes de clonagem de WhatsApp ao longo de 2020. Sendo os estados mais afetados pelo golpe: São Paulo (1,2 milhão de vítimas), Rio de Janeiro (712 mil) e Minas Gerais (494 mil).

“Não existe um serviço de atendimento eficaz ao usuário que cai em algum dos vários golpes aplicados através do WhatsApp. Em caso de roubo, furto do aparelho celular ou clonagem de conta, por exemplo, não existe uma ferramenta rápida para bloqueio. Esses aplicativos tão populares precisam oferecer atendimento rápido, com solução logo no primeiro atendimento”, explica Renato Zaca ao jornal O Dia.

 Ademais, no texto do projeto, o parlamentar justifica que essa medida visa facilitar a vida do cidadão e contribuir para a qualidade dos serviços do Procon/RJ. Já que, inúmeras infrações não são registradas em função do incômodo que pode ser para a população deixar seus afazeres para ir até um posto do Procon/RJ.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”